Doar sangue é um ato de amor

Nesta terça-feira, 14 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue

Quando se fala em solidariedade, logo vem à mente a doação de alimentos e objetos. Entretanto, é possível doar vida.

O Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado nesta terça-feira (14), convida a essa reflexão. A data faz parte do calendário da campanha Junho Vermelho.

Ao contrário do que muita gente pensa, o sangue humano não atende somente vítimas de situações emergenciais, a exemplo de acidentes. O material também é imprescindível para a vida de pessoas que passam por um longo período de tratamento.

“Doar sangue é um exercício de empatia”

A prática da doação de sangue é uma prova de amor ao próximo. É o que acredita, Renata d’Aguiar.

Para ela, quem doa sangue dá um pouco de si para que outras pessoas tenham uma melhor qualidade de vida. “É um exercício de empatia”, complementa Renata.

Quem pode doar sangue e como?

Para doar sangue no Distrito Federal, é necessário agendar previamente um horário no Hemocentro de Brasília. A medida está em vigor em virtude da pandemia de covid-19, para controlar o fluxo de pessoas que aguardam pela coleta.

O agendamento é feito pelo site agenda.df.gov.br ou pelos telefones 162 (opção 2) ou 0800 644 0160. O horário do atendimento telefônico é de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h

Também é possível fazer a doação em grupo. Neste caso, a marcação de horário acontece pelos telefones (61) 3327-4413 ou (61) 3327-4447, sempre de segunda a sábado (exceto feriados), das 7h às 18h.

Para quem desembarca na Rodoviária do Plano, um ônibus fica disponível para transportar doadores gratuitamente até o Hemocentro. São nove viagens até o centro hospitalar, com saídas a cada uma hora, entre 8h30 e 16h30.

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente, a recomendação é consultar o site do Hemocentro para saber se está apto a doar sangue.

Quem teve gripe deve aguardar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para poder doar sangue. Quem teve covid-19 deve aguardar 10 dias após o fim dos sintomas, desde que sem sequelas. Se assintomático, o prazo é contado da data de coleta do exame.

Já quem teve contato com pessoa diagnosticada ou com suspeita de Covid-19 nos últimos 10 dias fica impedido de doar sangue por sete dias após o último contato com a pessoa.

Deixe seu comentário:

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments